Controle de Qualidade da ÁguaControle de qualidade da água são medidas que visam o monitoramento e melhoria dos recursos hídricos fornecidos aos consumidores. As principais empresas responsáveis pela aplicação desse tipo de política são as empresas de fornecimento de água e saneamento de cada estado.

Em todo o país, são feitos programas para a melhoria contínua da qualidade da água. São monitorados: o nível de contaminação das águas, acidez, coloração, odores e a possibilidade de manutenção dos recursos hídricos de cada região.

A preocupação é necessária porque a água é um meio de fácil transmissão de doenças. Muitas vezes na história, os recursos hídricos causaram epidemias avassaladoras em diversas regiões, com número elevado de mortes.

Agentes contaminantes (vírus, protozoários, bactérias e helmintos) devem ser controlados para que infecções sejam reduzidas. Se não observada a qualidade da água, podem ocorrer vários tipos de doenças, como infecções urinárias e intestinais, pneumonias, meningites, dentre outras.

Primeiramente, a empresa responsável pelo fornecimento de água deve tomar algumas medidas, como o controle microbiológico da água, o tratamento de dejetos antes da decomposição, controle e manutenção de saneamento básico e dos sistemas de distribuição e armazenamento. Análises bacteriológicas também são etapas importantes para o diagnóstico da qualidade da água.

Também são necessários cuidados residenciais, como manutenção e limpeza de caixa d'água (em sua maioria, feitas com fibra de vidro), torneiras e canos, que podem ajudam a evitar infecções. O cidadão tem que assumir a consciência e responsabilidade pela própria saúde adotando medidas de higiene pessoal.